14 dezembro 2013

Como foi contar sobre o meu namoro para os meus familiares + Conselhos.

Postagem especial para o blog Pimenta com menta .

Antes, de tudo preciso explicar que tenho duas mães. Uma de sangue e outra de coração. E eu moro com a de coração. E eu e ela, sempre fomos muito ligadas uma à outra e eu já havia falado para a mesma que havia um guri na minha sala da faculdade que estava meio que interessado em mim. Ela ficou com um pouco de receio no começo, mas depois acabou percebendo que eu estava gostando dele também e que ele parecia ser um bom rapaz. Enfim, então não foi lá tanta surpresa para a mesma quando ela me via com ele na frente da faculdade conversando. Com o tempo passou a ser ''rotina''. E hoje em dia ela gosta muito dele. Para a minha mãe de sangue, foi um pouco mais fácil falar, porque como ela mora longe de mim, eu aprendi a comunicar sempre o que havia acontecido de importante comigo. Então, eu disse na lata, que eu estava namorando e depois disso, ela começou a ter contato com o meu namorado pelo Facebook e depois falou com o mesmo pelo celular. E com o meu pai, eu fiz o mesmo. Eu o informei do meu namoro e ele ficou muito feliz e ainda espera ansioso para conhecê-lo. No caso, eu tive o apoio de todos da minha família. Fui muito abençoada nesse quesito. Mas, creio que algumas coisas me ajudaram muito. Como a minha idade (sou uma idosa de 21 anos) e eu também já havia namorado antes. E quando eu resolvi namorar o Manu eu estava muito decidida e isso passa confiança. E sem falar que eu creio que Deus está por trás de tudo, de cada mínimo detalhe.

Alguns conselhos...

1. Só namore se sentir que você está realmente preparada para se envolver em um compromisso.
2. Sua mãe e seu pai não querem o seu mal. Eles apenas querem o melhor para você. Então, não ignore a opinião deles, pois a mesma tem valor.
3. Não namore escondido. Mentira tem perna curta, uma hora você vai ser descoberta. E confiança quando é quebrada... 
4. Converse com os seus pais antes de apresentar o seu namorado, sempre é bom preparar o terreno. Você pode começar com: ''eu acho que estou gostando de alguém.'' Fale sobre as qualidades dele e como ele a faz feliz e diga que você quer que eles o conheçam.

Espero que vocês tenham gostado dessa postagem. E boa sorte para todas que vão ter ou estão tendo que passar pelo momento de revelar que existe alguém que conquistou os seus coraçãozinhos para seus entes queridos. É isso, um super beijo e tchau!


13 dezembro 2013

Meu estilo!



O meu estilo casual é bem parecido com esse. Eu prefiro usar shorts e blusinhas, pois aqui na minha cidade faz muito calor. Eu adoro usar tênis. E eu gosto de esmaltar as unhas com  esmaltes escuros. Prefiro brinquinhos pequenos, colares divertidos e laços de cabelo. Minha maquiagem para dias de calor é bem básica. Apenas o batom que eu deixo um pouquinho mais marcante. E a mochila é bem simples, e eu geralmente compro na C&A.


Para um lugar que exija uma roupa mais elaborada, eu geralmente opto por um vestido simples sem muitos detalhes, bem acinturado. Um sapato de salto alto, porém fechado. Gosto muito dessas bolsinhas em formato de coração e tenho uma aqui comigo. E para a maquiagem eu optaria por um olho bem pretão, esfumado, pois o mesmo cai super bem em mim. E eu prefiro usar um blush pêssego, do que um rosinha. E nas unhas , eu usaria um nude bem básico. 


 Divulgando: Blog Batom de cereja
          Divulgando: Blog Bubble Girl
                                   Divulgando: Blog Jéssica Coelho

09 dezembro 2013

2013?

1- Me aproximei mais de Deus,e isso fez a total diferença nesse ano. E eu tenho cada vez mais certeza que serei uma eterna aprendiz, porém com a sorte de ter um grande professor, que não desiste de mim e que me ama incondicionalmente. 
2- Comecei a namorar o Manu, e isso com certeza foi o presente mais lindo que Deus pode ter me dado. Mesmo, sem eu merecer. Eu tive tantos momentos engraçados ao lado dele... Eu me senti viva. E apesar de sentir medo de amar alguém, eu vou continuar caminhando lentamente... Porque a pressa não importa para mim. Eu só quero chegar no pódio de chegada, do lado dele.
3- Eu consegui vencer o segundo período da faculdade de Letras/Inglês, e isso eu também devo a Deus. Estive tão perto de desistir novamente...Mas, eu resisti. Agora estou indo rumo ao 3º período.
4- Nesse ano tive a companhia de pouquíssimos amigos. Foi um ano relativamente solitário. Deixei cair tantas lágrimas. Mas, depois percebi... Que tudo o que eu precisava estava comigo. E que Deus possui planos maiores do que posso imaginar e eu confio, confio nisso.
5- Eu estive cara a cara com os meus defeitos e agora eu só tento amenizá-los. Eu só quero ser o melhor para Deus e para mim mesma. Pois se eu conseguir isso, eu serei melhor para todos. 
6- Descobri que as pessoas as vezes não são o que dizem ser... E isso me deixou um pouco chateada. Mas, eu superei. Superei suas máscaras e suas contradições.
7- Eu me desafiei a ser uma pessoa melhor. E, para ser sincera não me considero melhor agora. Mas, estou ficando mais forte e mais sábia. Quem sabe um dia, o meu coração consiga ser 1% de como era/é o coração de Jesus. 
8- Aprendi que as vezes algumas coisas não saem como planejamos. E que não pudemos determinar como as pessoas devem agir. Devemos cuidar mais de nossas ações, mas desejar sempre o melhor caminho para as pessoas que amamos.
9- Aprendi que existem certas coisas na vida, que são desnecessárias.


 Divulgando: Blog Batom de cereja
          Divulgando: Blog Bubble Girl
                                   Divulgando: Blog Jéssica Coelho

O Batom de Cereja, é um blog bem variado, vai desde goodies até textos sobre a situação do Brasil, e do mundo. O objetivo do BDC é divertir os leitores com posts divertidos, e alguns textos legais, ajudar os leitores com tutoriais, e goodies. Enfim, é só mais um bloguinho divertido entre tantos outros. Com quase um ano no ar, considero o BDC um blog "pequeno", mas que irá crescer muito mais durante 2014. 

06 dezembro 2013

O que eu achei de – A ESPERANÇA ♥


Confesso que quanto mais eu gosto de um livro, mais difícil é falar sobre o mesmo. Então, começarei avaliando-o. Eu o avaliei como ótimo. Pois, desde o começo foi uma história que me envolveu e que me fez ficar esperando ansiosa pelo final da trilogia. No entanto, eu não apreciei a forma como o livro acabou. Eu esperava mais. Ou ao menos esperava um final feliz. Só que acabei por entender que com as cicatrizes deixadas em Katniss, como ela poderia conseguir ser completamente feliz?!
O que ela consegue é lidar com a sua dor e com os seus traumas, e seguir em frente.
O livro é dividido no antes, no durante e no depois da batalha. 
A minha frustração é devido ao fato que eu passei o livro inteiro querendo que a batalha chegasse ao fim e que a Katniss e o Peeta (meus personagens preferidos) tivessem um final feliz mais do que merecido, e tudo o que eu consegui foram 4 páginas... É como se resumissem o que eu busquei em mais de mil palavras... Em uma única frase. 
Isso vai ser meio que um spoiler... Mas, vocês terão sentimentos bem estranhos em relação ao Peeta nesse livro. Não gostei nenhum pouco do Peeta ter ficado para trás e ter passado pelo o que ele passou...
A Esperança em si é o tipo de livro que vai te fazer sentir um misto de sensações... 
Eu li o mesmo em 3 dias, e o desenrolar da história meio que exige que você queira ler e colocar um ponto final em tudo.  
Agora, eu só quero esperar os últimos dois filmes.
Eu não estava entrando pois o meu computador quebrou... E eu tive que ser obrigada a me afastar ]:. 



 Divulgando: Blog Batom de cereja
          Divulgando: Blog Bubble Girl
                                   Divulgando: Blog Jéssica Coelho
Expectativas Reais
Layout desenvolvido por: Daniela da Silva
Tecnologia do Blogger