26 julho 2016

Jogos Vorazes (Resenha)


Título: Jogos Vorazes 
Autora: Suzanne Collins
Editora: Rocco Jovens Leitores 
Páginas: 400
Estrelas: ✩✩✩

Sinopse: Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?...
Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstra seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!
Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido Distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Minha opinião: Como assim, Dani? Pois é meus amores, mas para mim não fez tanta diferença assim ler Jogos Vorazes apenas agora, porque eu gostei muito do filme, assim como gostei do livro. E eu não gosto muito de ler livros antes deles virarem filmes, porque gera em mim uma expectativa muito maior e as vezes eu acabo meio que me decepcionando, porque eu  termino idealizando um determinado personagem ou uma cena.
Eu decidi ler Jogos Vorazes porque umas semanas atrás eu estava com muitas saudades e comecei a ver os filmes da saga, logo quis me aprofundar mais, saber todos os detalhes e principalmente quais pensamentos se passaram na cabeça dos meus personagens preferidos. 
PS: A leitura de Em Chamas também já foi devidamente concluída e pretendo reler A Esperança para entrar ainda mais no clima, rs. 
Enfim, depois de ler Jogos Vorazes, achei a história ainda mais maravilhosa. No começo do livro fui apresentada a uma Katniss um pouco diferente da que eu estava acostumada a ver nos filmes, mas depois que eu fui avançando na leitura, vi de onde surgiu toda aquela personalidade singular. No filme seus traços característicos foram expostos logo nos primeiros minutos, já no livro, acho que a personalidade dela foi sendo construída a cada novo acontecimento. As vezes você não percebe o quanto algo pode ser vago, até ler sobre ele. Digo o mesmo em relação a Peeta, quando você lê o livro não tem mais como você ter apenas uma visão unilateral dele. Eu sinceramente me apaixonei pelo Peeta do filme e quando o "vi" no livro foi difícil digerir algumas coisas que eu não tinha conhecimento sobre ele, eu vi um Peeta diferente, com uma presença mais forte, apesar de toda a doçura. 
Um dos momentos que eu mais gostei foi o diálogo de Peeta e Katniss no finalzinho do livro. Por isso ,ele não poderia ficar de fora dessa resenha.

- Mas você sabia o que ele queria que você fizesse, não sabia? - diz Peeta. Mordo o lábio. 
- Katniss? 
-Ele solta a minha mão e eu dou um passo à frente, como se estivesse tentando me equilibrar. 
-As suas atitudes foram todas em função dos Jogos -diz Peeta.
- Nem todas, retruco, segurando minhas flores com força.
- Então quais foram e quais não foram? Não, não. Esquece isso. Aposto que a verdadeira questão é o que vai sobrar quando a gente chegar em casa.
- Não sei. Quanto mais a gente se aproxima do Distrito 12, mais confusa eu fico.
- Ele espera mais alguma explicação, mas nada acontece.
- Bem, me avisa quando você tiver alguma resposta - diz ele, e a dor em sua voz é perceptível.

Espero que vocês tenham gostado do post e que não esqueçam de deixar um comentário para ajudar a Tia Dani, beijão <3.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expectativas Reais
Layout desenvolvido por: Daniela da Silva
Tecnologia do Blogger