08 julho 2016

Kill me, Heal me (Resenha)


Kill me, Heal me é um dorama que tem uma história extremamente inteligente. Porém, eu acho que não precisava de tantos episódios, porque ao menos para mim ficou um pouco cansativo em alguns momentos. Apesar de achar que tudo foi bem elaborado, como peças de um quebra-cabeça que vão se encaixando lentamente. Então, vale a pena assistir aos 20 episódios, por ser uma história linda, apaixonante e definitivamente marcante.
Kill me, Heal me se trata da história de um chaebol chamado Cha Do Hyun, que foi diagnosticado com transtorno dissociativo de identidade, ou seja, transtorno de múltiplas personalidades. Causado por um trauma na infância, do qual ele não se lembra, mas que acabou criando essas outras 7 personalidades. Cha do Hyun conhece a Oh Ri Jin que é uma psiquiatra e a torna a sua médica secreta. Uma regra do "contrato" é quebrada, quando um se apaixona pelo outro...
Dessa vez eu tenho que dizer que a trilha sonora foi muito bem escolhida, o elenco por sua vez foi fantástico! Que ator excelente é o Ji Sung! A Hwang Jung-eum, eu já conhecia. Essa atriz está em todas, rs.
Preciso ressaltar que esse dorama, não é apenas um simples romance. É uma história que fala sobre encarar nossos piores medos, de nos aceitar como nós somos e parar de olhar para o passado e viver o presente. E essa é uma mensagem linda, que devemos levar sempre conosco. Além disso, Kill me, Heal me é um dorama super divertido.
Meu personagem preferido foi o Cha Do Hyun, não gostei muito do irmão da Oh Ri Jin,  na verdade eu realmente não sei os meus sentimentos por esse personagem. Mas, no mais é isso. Assistam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Expectativas Reais
Layout desenvolvido por: Daniela da Silva
Tecnologia do Blogger