30 maio 2016

Capitão América 3: Guerra Civil


Demorei para liberar essa resenha, porque eu queria assistir uma segunda vez Guerra Civil, para poder ter uma opinião melhor sobre o filme e isso só foi possível na segunda-feira no dia 16 de maio de 2016.
Apesar de ter assistido pela primeira vez na estréia, eu meio que me arrependi um pouco, porque eu tive que esperar duas horas em pé, mesmo com os ingressos comprados, além de ter assistido o filme com um áudio super baixo, neste dia também eu estava com uma inflamação no ombro e asma, então, a dor e a falta de ar foram minhas companheiras,rs. E para finalizar, uns rapazes ficaram gritaram e fazendo comentários sem noção o filme quase todo.  Então, por isso eu fiquei bem chateada, irritada e também super preocupada com a hora de ir para a faculdade, resumindo... Foi bem TENSO.
Mas, agora que eu desabafei vamos ao que interessa. Eu sou do time do Capitão, para quem não sabe. Para mim, ele é o herói que mais eu me identifico e consequentemente o que eu mais gosto
Guerra Civil definitivamente faz a gente sentir diversas emoções. Confesso que principalmente no final eu me senti muito desconfortável...
Eu me coloquei no lugar do Homem de Ferro e sei que não é fácil estar em seu lugar e é compreensível a sua reação diante dos fatos ocorridos, mas ao mesmo tempo, eu ainda acho que o fato do Capitão América ter agido da forma que ele agiu em um certo momento do filme mostra que ele é humano e humanos erram. Entretanto, para mim ele não estava totalmente errado, porque ele estava defendendo o que acreditava ser o mais correto a ser feito, apesar dele ter refletido e chegado a outra conclusão no final do filme.
Enfim, achei o filme ótimo,roteiro e efeitos especiais maravilhosos, super valeu assisti-lo no cinema, gostei de ver a maioria dos heróis, menos o Homem Aranha, peço que me desculpem, mas não eu me acostumei com o jeito dele, apesar de ter gostado da escolha do ator, que eu já conhecia, do filme O Impossível, que é o Thomas Holland, entretanto, eu simplesmente não curti o Homem Aranha.
Outro ponto que eu não gostei muito foi do romance do Capitão, que eu achei bem água com açúcar, tudo bem que o filme não era voltado para essa "questão", mas acho que dava para ter acontecido uma cena mais emocionante.
Espero que ninguém fique chateado com o que eu disse, foi apenas a minha humilde opinião e é isso, até a próxima! 




27 maio 2016

7º período de Letras (o que eu estou achando)


Eu ainda não terminei o 7º período, mas já tenho como falar com propriedade sobre ele, já que estou caminhando para os exames finais, ou seja, as férias estão batendo na porta. Mas o que é mais louco, é que tem tanta coisa para fazer em tão pouco tempo que isso parece simplesmente um pesadelo,rs. As férias que esperem um pouco, porque eu preciso me esforçar mais para conseguir obter o resultado esperado, que é a minha aprovação em todas as cadeiras. 
O 7º período tem sido o P-I-O-R período de todos, porque eu tenho os estágios supervisionados, o TCC para entregar, além de dar conta das outras cadeiras do semestre. Resumindo, eu estou atarefada até dizer basta. Eu ia dizer que eu nem sabia como eu continuei produzindo conteúdos aqui pro blog, mas eu realmente me organizei bastante, principalmente nas férias de Janeiro.
Eu tinha outros objetivos que eu queria muito conseguir esse ano, mas que foram sendo deixados de lado no decorrer de 2016, principalmente o de me alimentar melhor, cortar mais o açúcar da minha vida, mas o ansiedade não me permitiu fazer isso por muito tempo, eu cheguei a perder 5 quilinhos em 1 mês e meio, eu estava super entusiasmada, mas voltei a estaca zero... O que é até compreensível diante dos fatos, mas eu não estou feliz com esta realidade, porque eu preciso ser uma pessoa mais saudável, para o meu próprio bem.
Então, estou meio que desabafando aqui nesse momento, espero que não se importem. E que se possível que vocês orem por mim e me mandem energias positivas para que eu consiga fazer tudo que eu tenho para fazer. E, é isso.
Me encontro em uma semana totalmente turbulenta, com trabalhos, seminário,estágios... 
Eu só posso dizer para vocês, que não importa o curso de vocês, se você está passando por um momento complicado na faculdade, assim como eu estou, saiba que um dia isso vai terminar e lembre-se seu objetivo está logo a frente

24 maio 2016

Minha vida fora de série 1ª temporada (Resenha)


Minha vida fora de série 1ª temporada, é um livro do gênero infanto juvenil da autora Paula Pimenta; que conta a história de uma garota chamada Priscila que acabou de se mudar de São Paulo para Belo Horizonte. Priscila, como qualquer adolescente de 13 anos se encontra muito abalada com essa mudança repentina, ainda mais por ter sido pelo divórcio dos seus pais. Ela teve que abrir mão da sua antiga vida e se adaptar a essa nova realidade com a sua mãe. 
Priscila é uma garota sensível, que ama animais, super ativa, sociável,bonita, romântica e louca por seriados, paixão essa que só foi descobrir em BH por causa da sua prima Marina. 
Apesar de triste por estar com saudades do seu pai, do seu irmão, do seus bichinhos de estimação e das suas amigas, ela foi descobrindo aos poucos que Belo Horizonte podia ser um lugar bem interessante.
O que eu achei do livro? Bom, como eu tenho 23 anos, no começo achei as "birras" da Priscila, desnecessárias. Só que todo mundo sabe que adolescente adora exagerar e que pra ele tudo é o FIM DO MUNDO. Então, é compreensível. E quem nunca passou por essa fase, né?! 
E eu adoro e não dispenso um romance e é claro Paula Pimenta escreve super bem e de uma forma tão simples,o que facilita super a leitura, não tinha como não gostar e por isso recomendo.
E se tem uma coisa que eu posso dizer com convicção é que é super gostoso acompanhar o romance do Rodrigo e da Priscila.
Outro ponto que eu não posso deixar de ressaltar é que eu achei que a história teve um desenrolar bacana, nada de ficar enrolando o leitor e dando sono, sabe?! O final foi satisfatório ao menos para mim e conseguiu mostrar que mudar de cidade não é lá um bicho de sete cabeças e que pode acabar trazendo coisas boas, como foi relatado ao longo dessa primeira temporada da Pri. MAS, que a vida reserva surpresas onde quer que você esteja. Mas, o que será que aconteceu na segunda temporada? Pelo o que eu li nas resenhas por aí... Muita confusão! 
Espero que vocês tenham gostado da resenha, se vocês gostaram, não esqueçam de deixar o seu curtir lá na página do blog pra me ajudar na divulgação. E se você quiser bater um papinho comigo sobre o livro, já sabe o que fazer, né?  


Não vai embora não, deixa eu te contar! Eu conheci um blog maravilhoso chamado Janela de Memórias. E não é só o layout que é lindo não, o blog em si é recheado de conteúdos que os leitores aqui do ER vão amar, como doramas, animes, k-pop,filmes,livros,mangás,músicas,séries,tutoriais e muito mais. Para conhecer o cantinho da Carol, é só clicar aqui <3. 

20 maio 2016

3 filmes para as meninas assistirem no Netflix!

Claro que se você for menino e gostar de filmes nesse estilo você pode assistir também, ok?! Sem problemas


Monte Carlo é um filme que eu gostei de forma razoável, porque o final dele é meio fora da realidade (?) Mas, dá para relevar. Eu amei ver a Leighton Meester e a Selena Gomez juntas, elas estavam simplesmente maravilhosas! 





O segundo filme que eu assisti foi Os Delirios de Consumo de Becky Bloom, não foi o melhor filme da minha vida, mas eu me diverti bastante assistindo!  É um filme inteligente,engraçado e cativante. Anota essa dica, sério!



Desses três filmes, Ela é Demais, foi o mais fraquinho. O filme se trata da história de um garoto popular que se encontra no último ano da escola e depois de descobrir que foi traído pela sua namorada, faz uma aposta com um dos seus melhores "amigos" de transformar a garota mais estranha do colégio na rainha do baile. Apesar do tema ser bem batido, eu gostei de ter assistido. Teve duas partes que precisei relevar, mas, tirando isso, considerei o filme legalzinho.

16 maio 2016

Quarto de guerra (Resenha)


Quarto de guerra foi um filme que eu tomei conhecimento por causa do canal Farkile, que eu acho que muitos de vocês já devem conhecer. A Deise, (dona do canal) é uma menina muito corajosa, meiga, doce, simpática, humilde, de bem com a vida, bondosa, abençoada e com certeza ela tem mais qualidades do que essas que eu citei ♥ 
Eu vou deixar o canal da Deise no final da postagem, para quem ainda não conhece o trabalho dela poder vir a conhecer.

Bom, Quarto de guerra é um filme que eu recomendo, porque ele nos mostra o quanto é importante orar, perdoar, amar, ajudar,se importar com o próximo e fazer a coisa certa. Porém, o filme não tem uma história super bem elaborada, mas tem uma boa qualidade como filme gospel e o mais importante, ele conseguiu alcançar o seu principal objetivo que é EDIFICAR.
O filme me lembrou que sempre devemos ter um tempo para Deus e que Ele quer ouvir mais a nossa voz. Ah! E não podemos esquecer que precisamos orar não só por nós, mas pela nossa família e pelos nossos irmãos de coração, que necessitam das nossas orações. O inimigo tem tentado nos enganar sobre o poder da oração. Pois o diabo bem sabe que sozinhos nós não somos capazes. E que quanto mais nos afastarmos de Deus, ele ficará mais próximo de nós.Então,não caia nessa. Mesmo que você esteja com sono, ore. Mesmo que esteja doente, ore. Mesmo que você não queira orar, ore. Mesmo chorando, ore. Mesmo sorrindo, ore. Porque é isso, que o Senhor quer de nós.

Antes de clamarem,
eu responderei;
ainda não estarão falando, e eu os ouvirei.
Isaías 65:24

Orem continuamente.
1 Tessalonicenses 5:17

Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem discussões.
1 Timóteo 2:8




13 maio 2016

Ponto de decisão


Ponto de decisão é um filme que serve para edificar tanto homens como mulheres, porém o interessante desse filme é que ele foca nos erros mais cometidos pelas mulheres, que podem acabar colocando o seu casamento em jogo.
Um dos erros cometidos pela Clarice no filme, é o famoso erro da sogra. Ou seja a própria mãe como pivor das brigas. A Clarice deixou a sua mãe interferir em seu relacionamento e tomar decisões por ela. Como resultado, foi criado um ambiente desagradável e doloroso, principalmente para o seu marido.
Outro erro interessante e comum é o da mulher não ser parceira,ou seja, não ouvir os desejos do marido e principalmente não mover um dedo para torná-los possíveis. Nesse caso em particular, ele queria ter filhos e ela não. Ele queria passar mais tempo com ela e ela geralmente se encontrava sempre querendo trabalhar,etc.
Esses foram os dois erros principais que eu notei, e isso já dá meio que uma base para vocês saberem do que se trata o filme. 
Achei Ponto de decisão um filme muito bom e é claro que eu recomendo, principalmente para as meninas que já estão casadas. Beijinhos e até a próxima!

09 maio 2016

Os Escolhidos (Resenha)


Sinopse: A família Barret leva uma vida pacata e tranquila no subúrbio, mas isso começa a mudar quando uma série de estranhos e misteriosos eventos passa a fazer parte de sua rotina. A família acaba descobrindo que existe uma terrível e mortal força atrás dela e precisará lutar por sua sobrevivência. (Sinopse retirada do Adoro Cinema)
Os Escolhidos é um filme de suspense e ficção científica. Eu quase não assisto filmes de suspense e ainda mais sobre alienígenas. E o motivo por não assistir, não é pela questão de estarmos ou não sozinhos no universo porque essa "interrogação" para mim é indiferente, o problema é que os alienígenas tem uma aparência muito hostil nesses filmes. Logo, não gosto.
Sobre Os Escolhidos, eu achei um filme bem água com açúcar, até porque se fosse um filme capaz de me impactar de forma negativa, eu optaria por não ter assistido. Então, se você é cuidadosa (o) como eu em relação ao que assiste,porém de vez em quando gosta de assistir um filme de suspense, eu recomendo esse filme. Porque o enredo é interessante e quanto aos alienígenas pode ficar tranquila (o) que são bem "fail". Então, é isso. Um super beijo é até a próxima!

06 maio 2016

Oh My Venus! (Resenha)


Sinopse: Em um esforço para sustentar a sua família, Kang Joo Eun (Shin Min Ah) tornou-se uma advogada viciada em trabalho sem qualquer consideração pelo seu bem estar pessoal, ficando com excesso de peso, sem atrativos e deprimida no auge de sua vida, Joo Eun vai atrás de Kim Young Ho (So Ji Sub), um personal trainer de renome, que considera a saúde uma questão de bem estar pessoal. Pode Yong Ho com sua teimosia perfeccionista fazer com que Joo Eun tenha o seu corpo e coração de volta em forma? (Sinopse retirada do DramaFever)

Eu conheci esse dorama pelos posts de um grupo do Facebook, chamado Dorama Brasil. Nesse grupo vocês podem adquirir dicas de próximos doramas para assistir, tirar dúvidas relacionadas a esse mundo tão apaixonante e fazer comentários positivos e negativos sobre os últimos doramas que vocês andaram assistindo. Ah! E também é mais do que permitido indicar os seus dramas preferidos e os que vocês menos gostaram.

Minha opinião: Eu li muitos comentários positivos sobre Oh My Venus e foi bom ter dado uma chance e assistir o primeiro episódio. OMV se trata de um enredo diferente daquilo que eu estava acostumada a ver e eu fui facilmente cativada (o) pela história da Kang Joo Eun e por todos os outros personagens, que tornaram esse dorama um verdadeiro sucesso!
Por ter esse tema mais fitness, eu gostei bastante. É  muito bom ver um dorama trazendo este assunto à tona; de como é importante cuidar da saúde, lutar pelo que queremos e não desistir nunca! E a Kang Joo Eun conseguiu passar com maestria essa mensagem de encorajamento que serve para todos os setores das nossas vidas. Não só  a Kang Joo Eun, mas outros personagens levantaram a bandeira de que devemos acreditar em nós mesmos, e é isso que torna esse dorama tão especial.
Oh My Venus é um dorama ótimo! Com excelentes atores (e lindíssimos por sinal) ,com uma super produção e personagens secundários maravilhosos,etc. 
OMV também é um dorama engraçado, extremamente romântico  e para ser sincera nunca tinha visto um drama com uma história de amor tão linda e tão madura *-*.
Não posso deixar de falar de alguns personagens que de alguma forma mexeram comigo, como o gerente Min (o melhor!), o Jang Joon-Sung (por sua história de vida e sensibilidade) , Oh Soo-jin (que apesar de ter feito o papel de "vilã", possui uma história comovente), Kim Ji Woong (não existe mais fofo) e por último,é claro não poderia deixar de dizer, que virei fã do ator que fez o incrível Kim Young-ho
Todos esses personagens ensinaram muito!
PS: Não gostei de duas falas,pois elas acabaram soando como blasfêmias para mim. Uma delas foi:  "Mais importante do que comemorar o Natal." Na minha opinião NADA vai ser mais importante do que comemorar a chegada do meu SALVADOR. Eu entendo que eles possuem religiões diferentes, mas mesmo assim sou muito crítica com esse tipo de coisa, quem me conhece de outras temporadas já sabe.Então, estejam preparados para ouvir e ver coisas que não são da nossa realidade, caso você se denomine cristã (o). Mas, apesar disso eu consegui extrair o máximo de coisas boas possíveis de OMV! (:

Expectativas Reais
Layout desenvolvido por: Daniela da Silva
Tecnologia do Blogger